Lua Cheia de agitação, contradições e… possibilidades

Esta semana é tempo de verificar quão válidas são as nossas aspirações e de pôr mente e sentidos alinhados na construção dos propósitos. Claro que há desafios, em particular na Lua Cheia de quinta feira dia 8, mas em geral se pusermos um máximo de racionalidade no que empreendermos os resultados podem vir a ser bons. Ou seja, apesar de medos, sobressaltos ou obstáculos, controladas as emoções, só com razão e empenho tudo se pode resolver.

Essas emoções, que vão ser várias vezes ao longo da semana postas em causa, têm o seu primeiro choque já na segunda feira dia 8 quando o recado é de que ha que abrir mão de garantias passadas e investir em algo de novo. Isto porque a Lua está em Touro, em conjunção ao Nódulo Norte e a Urano, quadrada a Saturno e regida por Vénus que do Sagitário faz quadratura a Júpiter em Peixes tornando.nos conscientes de oportunidades de crescimento, de novos desejos e tudo com alguma dose de excitação. Ir em direcção ao novo é bom mas é preciso fechar as portas do passado. Terça feira tudo se acalma ou evolui sem esforço graças ao trígono da Lua a Plutão antes dos meio dia e a sua entrada em Gémeos pela tarde acorda-nos para as dualidades que vão chegar a extremos na Lua Cheia de quinta feira. Temos assim de terça à tarde até ao meio dia de sexta, todo um período de potencial indecisão, dúvidas ou busca de respostas enquanto a Lua transita os Gémeos. O extremar da ambivalência ocorre na quinta feira quando a Lua faz conjunção a Marte retrogrado em Gémeos, opostos ao Sol em Sagitário, com Mercúrio seu regente recém entrado em Capricórnio. Com a Lua conjunta a Marte em Gémeos, a actividade mental dispara, alimentada pelas emoções que por sua vez alimentam a busca de possibilidades ou respostas ou como descodificar a verdade que o Sol em Sagitário propõe. Disparar em todas as direcções é um risco mas o facto de Mercúrio estar em Capricórnio e de pela tarde de quinta a Lua se aproximar de um trígono a Saturno em Aquário permite pensar que vamos depois de muitas voltas à cabeça e ao coração encontrar uma saída estável, estruturada, construtiva – apesar do complicado que vai ser lá chegar…Na sexta o mais difícil vai ser não exagerar, nem em festas nem em promessas nem em sentimentos baseados em carências. A Lua em Caranguejo opõe-se a Vénus ambas em quadratura a Júpiter e a Neptuno em Peixes. Nada é para levar a sério apesar da intensidade das emoções e saber colocar limites ajuda a preparar o terreno para que no sábado, com Vénus já em Capricórnio estejam criadas as condições para levar os planos por diante. No domingo com a Lua oposta a Plutão , trígono a Júpiter e Neptuno, percebemos que não há que ter medo, os dados estão lançados e apesar de Marte ainda estar retrógrado, vamos completando as etapas passo a passo para que na última Lua Nova do ano, dia 23, em Capricórnio acabarmos 2022 já com um passo em 2023.

R.I 4/12/22

Consultas e aulas – rositaiguana@mac.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers gostam disto: