O rol de eventos que se segue foi elaborado a partir das notícias que saíram a público e verificada se existia alguma correlação astrológica relevante e vice-versa.

De 2009 a 2011 Plutão está nos primeiros graus de Capricórnio e faz oposição a Plutão Natal, das casas VI- trabalho- para XII- tudo o que não é visível. Plutão é o regente da casa V- estratégia, especulação financeira- do BES. Significa isto que se entrou num  período de transformações profundas da organização dos serviços e que há crises que são despoletadas por revelações de estratégias e de dívidas escondidas.

Acontece que neste período a SEC dos EUA processa o BES por práticas não correctas no mercado americano e isto vem desde 2007, data em que Plutão fez conjunção à Lua natal, regente do ascendente o que transforma a imagem pública do banco e obriga a rever atitudes, poderes, dívidas e obrigações securizantes.

Em simultâneo, Plutão faz sextil a Marte na V e quincúncio a Júpiter na II o que implica que nesse mesmo período o BES há de ter procurado expandir as suas actividades para encontrar novas oportunidades de negócio fora de Portugal já que  Júpiter está em trânsito na X e Saturno entra na casa IV o que ilustra bem como a crise da dívida portuguesa também obrigou o BES a apertar o cinto.

Em Outubro de 2012, as dificuldades de financiamento devem ter começado a fazer-se sentir com Saturno em trânsito na casa IV em oposição ao Sol na X, assim como a contestação dos parceiros à figura dominante. A liderança de Ricardo Salgado, simbolizada pelo Sol, está em cheque com a oposição de Saturno que simboliza os associados por ser regente da VII.

De facto, em Julho de 2013 o relatório semestral do BES anuncia perdas maiores do que as esperadas mas mesmo assim o banco declara ter intenções de adquirir o banco suíço BSI. Plutão está em quadratura a Quíron na X, ponto de dor da actuação e liderança. Saturno está conjunto a Marte e quadrado a Júpiter natal a frustrar actuação mas em sextil a Saturno natal e a Urano o que dá abertura ao investimento no estrangeiro.  Júpiter está em trânsito na XII conjunto a Plutão, expandindo as dívidas escondidas.

Em Novembro de 2013, o BES é o primeiro banco português a emitir dívida o que é tomado como um sinal de aposta em que o país vá sair da crise que levou à intervenção da troika. São 750 milhões de euros e isto acontece com Júpiter no Ascendente a dar uma imagem de expansão. No entanto, Saturno está conjunto ao Nódulo Norte o que força a restruturação da estratégia e Plutão continua a fazer quadratura a Quíron na X que também sofre da conjunção de Urano. É neste momento que rebenta publicamente a colisão de interesses entre os primos JMRicciardi e RESSalgado sobre a liderança futura e emitem uma declaração conjunta a anunciar que haverá acordo quanto á sucessão de Salgado.

O Wall Street Journal revela em Dezembro de 2013 que o ESI, empresa do grupo, Espírito Santo International vendeu mais de 6 mil milhões de euros de dívida a um dos seus próprios fundos de investimento durante um período de 21 meses, desde 2011. Diz ainda que nas contas do ESI, a sua quota no BES vale quatro vezes mais do que os 365 milhões de euros que são o seu valor de mercado.  Já está descrito no início do texto o que aconteceu a partir de 2009 e em particular em 2011: de 2009 a 2011 : Plutão está nos primeiros graus de Capricórnio e faz oposição a Plutão Natal, das casas VI- trabalho- para XII- tudo o que não é visível. Plutão é o regente da casa V- estratégia, especulação financeira- do BES. Significa isto que se entrou num período de transformações profundas da organização dos serviços e que há crises que são despoletadas por revelações de estratégias e de dívidas escondidas. Isto tem correlação clara com as notícias do WSJ. Quanto ao facto de terem vindo a público em Dezembro, é de apontar que a partir daí e todo o ano de 2014,  Neptuno está conjunto a Urano na casa IX, trígono a Plutão na XII, trígono a Marte na V e oposto a Saturno na III. Trata-se de um efeito de diluição da acção possível, criador de confusões e em que tudo o que vem do estrangeiro é o motor. Também em Dezembro de 2013, outro evento só posteriormente divulgado, ilustra estes trânsitos de Neptuno: o governo de Angola dá um empréstimo garantia de 4.2 mil milhões de Euros ou seja 70 por cento das dívidas do BES Angola depois de saber das questões levantadas pelo Banco de Portugal.

Em Fevereiro de 2014 o BES apresenta prejuízos históricos de 518 milhões de euros para 2013 depois de ter tido um lucro de 96 milhões em 2012. Não põe de lado a possibilidade de vir a fazer um aumento de capital, o que vem a fazer a 15 de Maio, oferecendo acções a baixo custo  – num total de 1.045 mil milhões de euros até 11 de Junho,–  aos accionistas existentes. A ESFG e o Crédit Agricole anunciam que vão dissolver o BESPAR, a holding que detinha a sua participação conjunta e que representava 47 por cento do BES. É Júpiter conjunto ao Ascendente que traz o aumento de capital e Plutão a aproximar-se do descendente que começa a fazer com que a dívida passe a influenciar a estrutura accionista. Urano está em quadratura ao Ascendente e Descendente e o imprevisto domina imagem, relações, fundos partilhados, questões jurídicas e impactos vindo do estrangeiro. Os problemas legais são revelados a 21 de Maio quando o BES diz aos seus investidores que uma auditoria independente encontrou graves irregularidades no ESI. O ESI não registou 1,2 mil milhões de dívidas nas contas de 2012 e tem capitais próprios negativos de 2,5 mil milhões.  O preço das acções cai.

Durante o mês de Junho, com Marte em Balança na casa IV sucedem-se os golpes na estrutura de segurança e nas relações familiares, Saturno está na casa V refreando estratégias em em quincúncio ao Sol a pôr em causa a liderança de RESSalgado e Urano está em quincúncio ao Nódulo Norte iluminando todas as más gestões e mostrando que há que mudar de rumo.  De facto, a 20 de Junho é anunciada a saída de Ricardo Salgado e a 27 de Junho é revelado pela Reuters que o Luxemburgo vai fazer um inquérito às holdings da família Espírito Santo. As acções caem ainda mais e a 30 de Junho o BES faz uma conference call para tranquilizar os investidores onde declara uma exposição de mil milhões na sua holding Rio Forte e dá detalhes da garantia do governo angolano . Isto acontece com Saturno exatamente conjunto ao Nódulo Norte na V- o esforço de controlo das especulações nefastas,–  mas com pouco sucesso dada o impacto da quadratura de Urano a Plutão que desde 2012 e até 2015 se agita sobre os eixos  Quíron do horóscopo do BES.

Amanhã, na parte IV, os trânsitos do futuro próximo….

BES- O retrato no horóscopo- Parte I

BES- A história nos trânsitos- Parte II

BES-Os antecedentes da crise- Parte III

BES- E agora? -Parte IV

BANCO ESPIRITO SANTO

 

 

 

 

Anúncios